Um espaço de inspiração. De e para pessoas.
A criatividade está na empresa

A criatividade está na empresa

  • Agosto 06, 2019

Tendo em conta que no futuro os trabalhos serão quase todos analíticos e criativos, é agora a altura de começar trabalhar as bases. As novas gerações de colaboradores estão já a esforçar-se e preparadas para isso. Potenciar a criatividade, a formação, a flexibilidade e um ambiente inspirador, onde seja possível a troca e discussão de ideias. Será que a sua empresa tem isto claro?

A digitalização da empresa já provocou grandes alterações no método de trabalho, e a inteligência artificial vai causar muitos mais nos próximos anos. Enfrentamos, igualmente, um grande período de renovação no que diz respeito à formação laboral que estará focada em capacitar os colaboradores para a tomada de decisões, para a planificação de tarefas e para o trabalho criativo.

Entendendo a criatividade como a capacidade de explorar novos territórios e de imaginar soluções alternativas para resolver os processos habituais, a empresa tem que preparar os seus colaboradores para que estes façam o seu trabalho de forma mais eficaz, graças à sua capacidade criativa.

Promover a criatividade interna

As novas gerações chegam à empresa já com um espírito empreendedor, exercendo-o logo quando começam a exercer as suas funções. Aspiram renovar tudo e todos os processos com que se deparam e aplicara a sua imaginação fértil em tudo o que fazem. No entanto, por vezes, deparam-se com estruturas e organizações que não percebem a sua intenção ou que não se conseguem adaptar a esta nova maneira de trabalhar impedindo, assim, que a capacidade criativa flua entre os seus colaboradores. Estruturas hierárquicas, tarefas rotineiras e excessivas, espaços individuais de trabalho… dificultam a troca, a discussão, o tempo e o espaço favoráveis à criatividade.

Esta precisa de expressar-se livremente, de permissão para cometer erros e de um ambiente onde se possa debater ideias e, deste modo, convertê-las em boas propostas. É necessário que as organizações concedam um espaço e uma altura determinada para que isso aconteça.

É importante que as empresas se renovem e que oiçam as melhores contribuições de todas: as dos seus colaboradores.

Há que dedicar tempo e recursos para potenciar a criatividade dos colaboradores e introduzir boas práticas, tais como:

  • Contratar pessoas criativas que acreditem num ambiente excitante e dêem o exemplo.
  • Utilizar nas reuniões ferramentas que favorecem a criatividade: post-its, cores, retratos, desenhos, plasticina, entre outros.
  • Potenciar a curiosidade dos colaboradores e o acesso a diferentes fontes de informação.
  • Fomentar o espírito crítico em relação à empresa e ao que esta faz, dentro de um ambiente participativo.
  • Oferecer espaços para que as pessoas se possam soltar e que permitam pensamento criativo.
  • Dar a conhecer as conquistas da concorrência e a inovação no outros setores de atividade para que os colaboradores se mantenham atualizados com as mudanças que estão a ocorrer no mercado. É importante que sejam as próprias pessoas que detectem essas alterações e que partilhem com os colegas.
  • Concursos de desafios para solucionar determinados problemas ou conceber novas propostas.
  • Atividades de team-building focadas no desenvolvimento criativo.
  • E claro, grandes doses de reconhecimento ao que é novo.
Espaços criativos

É igualmente importante adaptar o local de trabalho aos requisitos de flexibilidade e expansão: convém ser um lugar agradável, onde as pessoas se sintam confortáveis para contribuírem e exporem as suas ideias, para estabelecerem uma ligação e confiarem umas nas outras e, até mesmo, para convidarem estranhos que possam introduzir novos tópicos e / ou pontos de vista. Não se pode nem deve ir trabalhar com medo de errar ou de sair da sua zona de conforto.

Oferecer salas comuns ou tornar o espaço mais flexível para que as pessoas se possam mover livremente e partilharem momentos juntos: tomarem um café, almoçarem juntos, organizar uma reunião ou um pequeno-almoço improvisado num espaço mais informal, fazer uma apresentação do seu próprio trabalho, uma sala “para as ideias”, outra para descansar ou para se divertirem, entre outros. Deverão também ao dispor, espaços mais íntimos para quem precisa de trabalhar concentrado ou ter uma reunião mais formal.

Paredes ou pequenos murais onde se possa escrever ou desenhar é um convite aberto à criatividade e a um ambiente participativo. A própria luz e os espaços abertos e verdes são as chaves para favorecer um ambiente criativo e otimista, potenciando a vontade de criar coisas novas. Até mesmo a simples tarefa de cuidar das plantas pode proporcionar um momento de descontracção que permite às pessoas desconectarem-se e inspirarem-se.

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Sobre nós

People First Banner

People First é um espaço de inspiração onde partilhamos conteúdos com um eixo comum: as pessoas. De diferentes perspetivas e setores, abordamos diferentes temas, tendências e notícias de interesse humano.

Newsletter

Inspira-te com a newsletter People First.

Quero subscrever a newsletter

Segue-nos

×