Um espaço de inspiração. De e para pessoas.
7 aprendizagens da situação excecional que vivemos

7 aprendizagens da situação excecional que vivemos

  • Junho 30, 2020

Depois da situação que temos vivido ao longo dos últimos meses encontramos algumas alterações que implicam a adaptação a um novo ambiente de trabalho. Como lida com esta nova situação? Que mudanças haverá na gestão de pessoas? Estas são algumas das novidades que, de acordo com um estudo realizado pelo Eurofirms Group, existirão no ambiente de trabalho. Está preparad@ para isso?

Mudanças e aprendizagens para a nova situação

  • Qual foi a sua maior aprendizagem nos últimos meses? A confiança, gerar confiança, tem sido fundamental em tempos de incerteza. Na verdade, 47% dizem que esta foi a sua maior aprendizagem durante a situação excecional que já vivemos. Seguido de 44% das pessoas que dão uma maior importância à comunicação e ao facto de se sentirem informadas.

Mas o que significa realmente para as pessoas sentirem-se informadas? Num contexto como o que vivemos, a incerteza tem sido o sentimento mais comum nas primeiras semanas.  Não saber o que aconteceria e como isso afetaria o ambiente de trabalho fez com que 76% sentissem que a incerteza está muito presente no seu dia-a-dia.   Daí a importância de uma comunicação transparente a todo o momento e fazer com que toda a equipa conheça a situação real.

Mas nem todas as pessoas passaram por esta situação da mesma forma, uma vez que o otimismo tem sido o segundo sentimento mais comum nas primeiras semanas do estado de emergência, com uma percentagem de 33%.

  • Até agora falámos sobre aprender e como nos sentimos num novo ambiente, mas  quais são as perspetivas de futuro para a nova realidade?  47% das pessoas acreditam que o trabalho na sua empresa voltará ao nível anterior ao do estado de emergência, enquanto que 24% têm a certeza de que vai aumentar e correr melhor do que antes e apenas 6% acreditam que irá diminuir.

 

  • A nova realidade implica inevitavelmente algumas mudanças no ambiente de trabalho, mas quais serão as principais? 52% acreditam que o teletrabalho está aqui para ficar e ainda há muitas pessoas que ainda trabalham a partir de casa.

Intimamente relacionado com o teletrabalho está a transformação digital no mundo dos negócios e é por isso que 45% acreditam que a digitalização vai aumentar significativamente. As empresas foram obrigadas a preparar-se para uma nova era em que a tecnologia é uma coisa fundamental. Está preparad@ para isso?

  • Se puder escolher, em que situação gostaria de trabalhar? É um daqueles que já voltou ao escritório ou ainda está em teletrabalho? E resulta que a mesma percentagem de pessoas, 23%, gostariam de voltar ao escritório na situação atual, bem como continuar a trabalhar a partir de casa. Isto pode dever-se às circunstâncias pessoais e à conciliação da vida pessoal e profissional.

 

  • Mas se há uma coisa muito clara é que a adaptação à mudança será crucial para não perder oportunidades e avançar. E o que é realmente imprescindível para adaptar-se à nova realidade? Compromisso, confiança e profissionalismo são os valores que as pessoas consideram essenciais para esta nova situação.

Como se adaptou às mudanças? Esteve relutante ou não teve problemas? Mais de 61% das pessoas adaptaram-se sem qualquer relutância e apenas 3% dizem que ainda não se adaptaram, o que nos faz ver que as pessoas estão cada vez mais predispostas a mudar e enfrentam a mudança da melhor forma possível.

  • Qual é a palavra que acha que melhor descreve a nova realidade? Não é de estranhar que 56% apostem na reinvenção como um conceito que se destaca acima dos outros, seguido da resiliência, outra capacidade muito valorizada ao longo das últimas semanas. E eis que estes são dois conceitos inerentes à nova realidade.

 

  • E para onde vai a gestão de pessoas? Qual será o foco da estratégia de recursos humanos a partir de agora? O gerar confiança e a conciliação profissional e pessoal é o que mais preocupa na situação atual, em que muitas vezes combinar a vida pessoal com o trabalho, e em alguns casos trabalhar a partir de casa, torna-se um desafio. Mas não esquecer outros aspetos fundamentais como prestar especial atenção ao bem-estar da equipa e o investir no talento.

Estas são apenas algumas das lições que nos deixaram a situação excecional que vivemos. E temos de pensar que, aconteça o que acontecer, temos de estar sempre atentos ao nosso ambiente e adaptarmo-nos às circunstâncias para não perdermos qualquer oportunidade. Que estratégia seguirá a sua empresa a partir de agora? Está preparad@ para este ambiente de trabalho?

 

 

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Sobre nós

People first

People first é um espaço de inspiração onde partilhamos conteúdos com um eixo comum: as pessoas. De diferentes perspetivas e setores, abordamos diferentes temas, tendências e notícias de interesse humano.

Newsletter

Inspire-se com a newsletter People first.

Quero subscrever a newsletter

Siga-nos

×